April 26, 2019

Review Category : Destaques

SANTO DO DIA

São Vitor, viveu toda sua juventude para Deus

Nasceu na aldeia de Passos, perto de Braga (Portugal), onde viveu toda sua juventude para Deus. Era catecúmeno, e se preparava para receber a graça do Batismo.

Jovem muito dado, encontrou um grupo de pagãos que prestava culto a um ídolo. Eles o chamavam a adorar este ídolo, e ele se recusou. Então, Vitor foi levado diante do governador e questionado.

Por não renunciar a sua fé, foi preso numa árvore e flagelado. E em seguida, decapitado. São Vitor foi fiel a Cristo em todos os momentos, entregando-se a Jesus desde a juventude.

São Vitor, rogai por nós!

read more

EVANGELHO DO DIA

Evangelho (Jo 10,31-42)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 31os judeus pegaram pedras para apedrejar Jesus. 32E ele lhes disse: “Por ordem do Pai, mostrei-vos muitas obras boas. Por qual delas me quereis apedrejar?”

33Os judeus responderam: “Não queremos te apedrejar por causa das obras boas, mas por causa de blasfêmia, porque sendo apenas um homem, tu te fazes Deus!” 34Jesus disse: “Acaso não está escrito na vossa Lei: ‘Eu disse: vós sois deuses’?

35Ora, ninguém pode anular a Escritura: se a Lei chama deuses as pessoas às quais se dirigiu a palavra de Deus, 36por que então me acusais de blasfêmia, quando eu digo que sou Filho de Deus, eu a quem o Pai consagrou e enviou ao mundo? 37Se não faço as obras do meu Pai, não acrediteis em mim. 38Mas, se eu as faço, mesmo que não queirais acreditar em mim, acreditai nas minhas obras, para que saibais e reconheçais que o Pai está em mim e eu no Pai”.

39Outra vez procuravam prender Jesus, mas ele escapou das mãos deles. 40Jesus passou para o outro lado do Jordão, e foi para o lugar onde, antes, João tinha batizado. E permaneceu ali. 41Muitos foram ter com ele, e diziam: “João não realizou nenhum sinal, mas tudo o que ele disse a respeito deste homem, é verdade”. 42E muitos, ali, acreditaram nele.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

read more

REPRESENTANTES DO CLUBE DO OUVINTE DA RÁDIO ALIANÇA AM ( atualizando nossas fotos…)

Representante Maria José Vieira - Boa Ventura - Itapeuna R.J

Representante Maria José Vieira – Boa Ventura – Itapeuna R.J

WhatsApp Image 2019-02-07 at 18.56.03

Anizia da Silva Rocha – Comunidade da Sambra – Italva RJ

 

 

Representante - Marlionete - Santa Maria - Campos do Goytacazes

Representante – Marlionete – Santa Maria – Campos do Goytacazes R.J

 

 

Representante Sônia Maria Victer - São João do Paraíso - Cambuci R.J

Representante Sônia Maria Victer – São João do Paraíso – Cambuci R.J

 

Representante - Matheus Rodrigues - Italva R.J

Representante – Matheus Rodrigues – Italva R.J Funcionário da Rádio Aliança AM.

 

Representante Elisângela das Neves - Santa Catarina - São Fidélis R.J

Representante Elisângela das Neves – Santa Catarina – São Fidélis R.J

 

 

 

 

 

Representante Creide Jacometti - Cruz do Menino - Cardoso Moreira R.J

Representante Creide Jacometti – Cruz do Menino – Cardoso Moreira R.J

 

NEIDE DE OLIVEIRA - SÃO JOAQUIM - CARDOSO MOREIRA

Representante Neide  Oliveira – São Joaquim – Cardoso Moreira R.J

 

ALINE GAUDAR - ANGELIM PUREZA - SÃO FIDÉLIS

Representante Aline Gaudard – Angelim – São Fidélis R.J

 

Representante Dona Neuza Braga - Palamquinho - Itaperuna RJ

Representante Dona Neuza Braga – Palamquinho – Itaperuna RJ

 

MAGDA APARECIDA NOVAES COUTINHO - BAIRRO BOA FORTUNA ITAP

Representante Magda Aparecida Novaes Coutinho – Bairro Boa Fortuna Itaperuna R.J

 

Representante Carmen Lúcia - Bairro Cidade Nova - Itaperuna R.J

Representante Carmem Lúcia – Bairro Cidade Nova – Itaperuna R.J

 

Representante Aline Sáttolo - Fazendo Batalha - Itaperuna R.J

Representante Aline Sáttolo – Fazendo Batalha – Itaperuna R.J

 

Representante - Marina de Oliveira - Valão da Onça - Zona Rural.- São.João do Paraíso - Cambuci R.J

Representante – Marina de Oliveira – Valão da Onça – Zona Rural.- São.João do Paraíso – Cambuci R.J

 

Representante Gezelma Rodrigues - Valão das Folhas Itaperuna RJ

Representante Gezelma Rodrigues – Valão das Folhas Itaperuna RJ

 

Representante Ana Alice - São Fidélis R.J

Representante Ana Alice – Bairro Nova Divinéia – São Fidélis R.J

read more

A Igreja Católica e os não católicos

A Igreja católica olha com respeito os cristãos que estão fora dos seus limites. O Catecismo nos ensina algo muito importante sobre isso: “Os que hoje em dia nascem em comunidades que surgiram de tais rupturas e estão imbuídos da fé em Cristo não podem ser argüidos de pecado de separação, e a Igreja católica os abraça com fraterna reverência e amor… Justificados pela fé recebida no batismo, estão incorporados em Cristo, e por isso com razão são chamados com o nome de cristãos, e merecidamente reconhecidos pelos filhos da igreja católica como irmãos no Senhor” (Un. Redintegratio,3), (Catecismo nº. 818).

A Igreja também reconhece que: “Muitos elementos de santificação e de verdade existem fora dos limites visíveis da Igreja Católica: a palavra escrita de Deus, a vida da graça, a fé, a esperança e a caridade e outros dons do Espírito Santo” (UR, 3).

O Catecismo ainda afirma que: “O Espírito Santo de Cristo serve-se dessas igrejas e comunidades eclesiais como meios de salvação cuja força vem da plenitude da graça e da verdade que Cristo confiou à Igreja Católica”. Todos esses bens provêm de Cristo e levam a Ele e impelem à “unidade católica” (Lúmen Gentium, 8).

Essas palavras não querem de forma alguma dizer que podemos aceitar essa triste realidade dos irmãos separados da fé católica, “como se tudo estivesse bem”. Não. O verdadeiro ecumenismo nunca será uma forçada justaposição de muitas igrejas, mas o reconhecimento de que só há uma Igreja fundada por Jesus e que contém com garantia todo o “depósito da fé” e “a plenitude dos meios da salvação”.

Embora reconheça tudo isso, a Igreja católica tem consciência de que ela possui, como disse o Papa João Paulo II, “por vontade expressa de Deus, a plenitude dos meios da salvação”, ou seja, “todos os instrumentos da graça”(UR,3 e 4).

Nossos irmãos separados da fé católica, que já nasceram nas igrejas ditas evangélicas, não podem ser culpados pela separação havida no passado; contudo, estão desprovidos de muitos meios de salvação e santificação que Jesus nos deixou: Sacramentos, devoção a Maria, a intercessão, santos, sacramentais, etc.

É preciso lembrar aqui que quando a Igreja Católica se refere às igrejas protestantes, ela pensa naquelas tradicionais e históricas, não nessa multidão incontável de seitas que se multiplicam a cada dia, de maneira incontrolável e independente.

read more

SEJA SÓCIO DO CLUBE DO OUVINTE

Com a sua participação e suas orações, divulgamos o amor de Deus através da nossa emissora Rádio Aliança Am. Pedimos a sua ajuda financeira para manter as nossas despesas e seguir evangelizando, levando a palavra de Deus à milhares de pessoas.
Seja sócio do Clube do Ouvinte, ligando para o nosso telefone (22) 2783-1777. A doação será a que você amado sócio nos ofertar com fidelidade todos os meses. Enviaremos seu carnê de contribuição e rezaremos por você. Deus abençoe ! Equipe Aliança Am.

read more

ESPAÇO DO APOIADOR CULTURAL

Parceiros que Evangelizam anunciando os seus produtos em nossa Programação:

TONY LAR
CASA DO CAMPONÊS
PASSAREDO AGROCAMP
POSTO BOA VISTA
CASA DA ROÇA
MERCADO CURTY DE ITALVA
FONOCLIN ESPAÇO SAÚDE
GUT- GUT
SEVERO COUROS, PLÁSTICOS E COLCHOES
SEPERMERCADO IDEAL
BRUNO MELLO
ÓTICA PRECISÃO
MADEREIRA SOUZA – CARDOSO MOREIRA
MERCADO MORRO GRANDE
ALINHACAR PNEUS
MANUANA PRESENTES
MADEREIRA PICA- PAU
CAFÉ GONÇALVES
REFAMIL
MERCADO SÃO SEBASTIÃO
ADNÉLIA MENDES
ARMARINHO RESENDE
DROGARIA SILVEIRA
EROMAC MATERIAL DE CONSTRUÇÃO
PROJAN
JOBEL E CLÁUDIA MATERIAL ELÉTRICO
FARMÁCIA SÃO PAULO – CARDOSO MOREIRA
DROGARIA BOA SAÚDE
REIS DISTRIBUIÇÃO
COMETA GÁS
LIVRARIA IMACULADA CONCEIÇÃO
DROGARIA MORETH
MERCADO PARAISO

*********** Seja você também um apoiador cultural e participe!! Tel: (22) 2783-1777

read more

MENSAGEM PARA O DIA DE ORAÇÃO PELA SANTIFICAÇÃO DOS SACERDOTES

 

No dia 27 de junho, Solenidade do Sagrado Coração de Jesus, é celebrado o Dia de Oração pela Santificação dos Sacerdotes. Em preparação para a data, o arcebispo de Palmas (TO) e Presidente da Comissão Episcopal Pastoral para os Ministérios Ordenados e a Vida Consagrada, dom Pedro Brito Guimarães, publicou uma mensagem a todos os sacerdotes. Leia, na íntegra, o texto:

 

Mensagem para o dia de oração pela santificação dos sacerdotes

Caríssimos irmãos sacerdotes,

Tenho Sede!

 

 

Todo ano, a Igreja promove a Jornada Mundial de Oração pela Santificação dos Sacerdotes, por ocasião da festa do Sagrado Coração de Jesus que, neste ano, será no dia 27 de junho. Neste dia, ela convida todo o povo de Deus de nossas comunidades eclesiais, bem como as pessoas de boa vontade, para rezarem pelos seus sacerdotes para que, fiéis aos compromissos assumidos no dia da ordenação presbiteral, tenhamos uma vida íntegra e santa, de íntima e profunda comunhão com Jesus. Pois somente assim poderemos amar verdadeiramente o rebanho do Senhor que nos foi confiado.

A santidade, além de ser um projeto pessoal de vida, deve ser também um projeto pastoral. São João Paulo II, no ano 2000, assim se expressou: “em primeiro lugar, não hesito em dizer que o horizonte para onde deve tender todo o caminho pastoral é a santidade” (NMI 30). E o apóstolo Paulo: “A vontade de Deus é que sejais santos” (1 Ts 4,3). Tudo na vida e na missão de um sacerdote deve ter a marca da santidade. Sem santidade, estamos sem horizonte, não somos nada, não valemos nada e não fazemos nada de bom.

No Cenáculo, durante a Última Ceia, ao instituir a Eucaristia, o mandamento do amor fraterno e o sacerdócio ministerial, Jesus, o Santo e a fonte de toda santidade, revelou aos seus discípulos um dos seus desejos mais profundos: “Permanecei em mim, e eu permanecerei em vós. Como o ramo não pode dar fruto por si mesmo, se não permanece na videira, assim também vós não podereis dar fruto se não permanecerdes em mim. Eu sou a videira, e vós, os ramos” (cf. Jo 15,4-5). Permanecer em Jesus é a alegria verdadeira de nossa vida. Sem Ele, tudo em nossa vida emudece e perde sentido. Pois, foi Ele mesmo quem disse: “Sem mim, nada podeis fazer” (Jo 15,5). Decorrem desta íntima união com Jesus Cristo a conversão pessoal e pastoral, a solicitude pastoral pelos pobres e sofredores e o ardor missionário. Em outras palavras, a santidade.

Hoje, mais do que em tempos passados, o sacerdote deve ser o homem de Deus. Aquele que não se mantiver firme na fé, alegre na esperança, perseverante na oração e firme nas tribulações (cf. Rm 12,12), terá vida breve e estéril. Na realidade atual, perdemos muito daqueles papéis sociais de destaque que, em tempo de cristandade, os nossos antepassados tinham. Além do mais, com o advento dos potentes meios de comunicação, as nossas fragilidades e feridas aparecem com maior clareza, exigindo de nós mais coerência de vida e testemunho de santidade. Precisamos sempre ser pastores identificados com Jesus e com sua Igreja, pobre e para os pobres. Precisamos ser sacerdotes acolhedores, solidários, fraternos com os irmãos, encantados e apaixonados pela missão. Enfim, precisamos de sacerdotes santos. Sem a lógica da santidade, o ministério sacerdotal vale muito pouco e não passa de uma simples função social.

Neste sentido, é mister recordar o que o papa Bento XVI disse certa vez: “existem algumas condições para que haja uma crescente harmonia com Cristo na vida do sacerdote: o desejo de colaborar com Jesus para propagar o Reino de Deus, a gratuidade no serviço pastoral e a atitude de servir“.O encontro com Jesus deixa o sacerdote fascinado, encantado e apaixonado por sua pessoa, suas palavras e seus gestos. É como ser atingido pela irradiação de bondade e de amor que emanam d’Ele, a ponto de querer ficar com Ele como os dois discípulos de Emaús. Cada sacerdote deveria diariamente pedir a Jesus: “Fica conosco, pois já é tarde e à noite vem chegando” (Lc 24,29). Quem se encanta por Jesus, entra em sintonia e em amizade íntima com Ele, e tudo passa a ser feito como agrada a Deus. Ser sacerdote não é mérito nosso. É um dom a ser vivido na companhia de Jesus com gratidão e generosidade.

E acrescenta o papa Bento XVI: “o convite do Senhor para o ministério ordenado não é fruto de mérito especial, mas é um dom a ser acolhido a que se corresponde dedicando-se não apenas a um projeto individual, mas ao de Deus, totalmente generoso e desinteressado. Nunca nos devemos esquecer, como sacerdotes, que a única subida legítima rumo ao ministério do pastor não é aquela do sucesso, mas a da cruz”.

Cai bem aqui o que disse o papa Francisco: “Conscientes de terem sido escolhidos entre os homens e constituídos em seu favor para esperar nas coisas de Deus, exercitem com alegria e com caridade sincera a obra sacerdotal de Cristo, unicamente com a intenção de agradar a Deus e não a si mesmos. Sejam pastores, não funcionários. Sejam mediadores, não intermediários”.

O coração do sacerdote é um coração sempre aberto para amar, acolher, celebrar e agradecer. Permitam-me, amados de Deus, concluir esta mensagem reportando, mais uma vez, ao que disse recentemente o papa Francisco sobre a necessidade de amar e santificar a nossa vocação sacerdotal. Diz ele: “Os sacerdotes, mais do que estudiosos, são pastores. Não podem nunca se esquecer de Cristo, seu primeiro amor, e devem permanecer sempre do seu lado. Como está hoje o meu primeiro amor? Estou enamorado como no primeiro dia? Estou feliz contigo ou te ignoro? São perguntas que temos que fazer com freqüência diante de Jesus. Porque Ele pergunta isso todos os dias, como perguntou a Pedro: Simão, filho de João, tu me amas? Continuo enamorado de Jesus como no primeiro dia ou o trabalho e as preocupações me fazem olhar para outras coisas e esquecer um pouco o amor”?

Caríssimos, tenhamos sempre diante dos nossos olhos o exemplo e Jesus, o Bom Pastor, que não veio para ser servido, mas para servir e para procurar a ovelha, a moeda e filho perdidos e salvá-los (cf. Lc 15,4ss). Prometo no dia do Sagrado Coração de Jesus, rezar de modo especial por todos vocês, sacerdotes do Senhor, a fim deque a vida e o ministério de vocês sejam vividos na alegria do Evangelho que nos liberta do pecado, da tristeza, do vazio interior e do isolamento. Peço também que todos os cristãos católicos façam momentos de oração, de adoração e súplica, pessoalmente ou reunidos em comunidade, implorando a Deus pela santificação dos nossos sacerdotes, tesouro precioso saído do Coração de Jesus. Que Maria, mãe dos sacerdotes, nos ajude a ter um coração manso e humilde como o Coração do seu Filho.

 

E todos, em uníssono, num só coração e numa só alma, possamos dizer: Sagrado Coração de Jesus, nós temos confiança em vós! Amém!

 

Dom Pedro Brito Guimarães
Arcebispo de Palmas 
Presidente da Comissão para os Ministérios Ordenados e a Vida Consagrada

read more